Você realmente conhece o Dep. Bolsonaro?

Tags

, , , , , , ,

Jair Messias Bolsonaro, Dep. Federal – RJ, oficial do Exército, congressista desde 1991, com mais de 20 anos de experiência política. Conhecido e julgado como polêmico por suas declarações a Esquerda.

É fácil julgar Jair Bolsonaro por sua posição firme e pertinente contra diversas manifestações da Esquerda brasileira, porem o que a Esquerda não conta é o trabalho que Jair Bolsonaro vem exercendo durante seus mandatos, como todo Deputado ele é autor de Projetos de Leis (PL), Projetos de Lei Complementar (PLP) e Projetos de Emenda Constitucional PEC.

Em uma rápida pesquisa pela Camâra.leg.br, pode-se encontrar todo o acervo de projetos de autoria do Dep. Bolsonaro.

Se a demonização de Bolsonaro é tão grande, o porquê de tantos projetos em favor da sociedade? Bolsonaro é autor desde pequenos Projetos de Leis para infrações cometidas no transito a até o endurecimento de penas por crimes e redução de benefícios para criminosos.

Conheça os Projetos mais relevantes não arquivados.

  • CONTRA A INVASÃO DE DOMICÍLIO E LEGÍTIMA DEFESA

PL 7104/2014, Acresce inciso ao art. 23, do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, para não caracterizar como crime atos de defesa no interior de domicílio.

Mais em: Câmara Notícias, espaço onde você pode votar a favor ou não do Projeto de Lei.

Parecer do Relator Dep. Edson Silva – CE,

“[]…Como sugerido pelo nobre proponente, o dispositivo a ser acrescido legitimará também a morte de uma criança que invadir uma casa para furtar uma goiaba, ou pegar uma bola que caiu no quintal de alguém.

Pelo exposto, não vemos conveniência ou oportunidade na aprovação do presente Projeto de Lei.

Assim, nosso voto é pela constitucionalidade, injuridicidade, boa técnica legislativa e no mérito pela rejeição do Projeto de Lei n.º 7.104, de 2014”.

Com relação ao Parecer do Relator Dep. Edson Silva, a PL 7104/2014 foi claramente substituída pela PL 7105/2014,

PL 7105/2014, Modifica as redações do parágrafo único do art. 23 e do art. 25, do Decreto-Lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, para não caracterizar como crime atos de legítima defesa própria e de terceiros.

 “A primeira proposta (PL7104) tem por finalidade modificar a Lei Penal no sentido de deixar de punir o excesso culposo de quem age em legítima defesa própria ou de terceiros, pois entendo que, quem repele injusta agressão ou sai em defesa de quem está submetido à violência, não pode ser punido por eventual excesso, pois não é cabível exigir, de uma pessoa comum, prudência, perícia ou habilidade específica no calor de um acontecimento adverso. A segunda sugestão de modificação legislativa visa retirar da definição de “legítima defesa”, constante do Código Penal, a expressão “usando moderadamente dos meios necessários”, pois acredito que isso se constitui em um mecanismo de proteção ao marginal.”

Mais em: Câmara Notícias, espaço onde você pode votar a favor ou não do Projeto de Lei.

  • PORTE DE ARMAS

PL 7282/2014, Altera a redação do art. 6º, da Lei 10.826, de 22 de dezembro de 2003, para disciplinar a concessão de porte de armas aos integrantes dos órgãos de segurança pública e demais cidadãos em decorrência de sua atividade.

“Art. 6º O porte de arma de fogo, além dos casos previstos em legislação própria, será concedido nas seguintes condições:

  • 1º Terão direito a porte de arma de fogo, em todo território nacional:

VIII – bombeiros militares;
IX – integrantes das Guardas Municipais;
X – agentes operacionais da Agência Brasileira de Inteligência;
XIV – Senadores, Deputados Federais, Estaduais e Distritais e Vereadores, em exercício;
XV – Governadores, Vice-governadores, Prefeitos e Viceprefeitos;
XVI – membros do Poder Judiciário e Ministério Público;
XVII – advogados;
XVIII – integrantes do quadro efetivo dos agentes e guardas prisionais;
XIX – integrantes de escoltas de presos;
XXI – integrantes de Guardas Portuárias;
XXII – integrantes das entidades de desporto legalmente constituídas, cujas atividades esportivas demandem o uso de armas de fogo;
XXIII – colecionadores; (armas de fogo)
XXIV – residentes em área rural, dentro dos limites de sua propriedade;
XXV – profissionais de mídia que atuam na cobertura policial.

  • 2º Terão direito a porte de arma de fogo, quando em serviço:

I – integrantes das carreiras de Técnicos e Analistas do Poder Judiciário, com atribuições na área de segurança;
II – integrantes das carreiras de Técnicos e Analistas do Ministério Público da União e dos Estados, com atribuições na área de segurança;
III – conselheiros tutelares;
IV – oficiais de justiça;
V – agentes de trânsito;
VI – integrantes de órgãos que exerçam atividades de fiscalização do meio ambiente;
VII – agentes de fiscalização do trabalho;
VIII – funcionários de empresas de segurança privada e de transporte de valores;
IX – motoristas de empresas e transportadores autônomos de cargas;
X – integrantes das Carreiras de Auditoria da Receita Federal do Brasil e de Auditoria-Fiscal do Trabalho, cargos de Auditor-Fiscal e Analista Tributário;

  • 3º Poderá ser concedido porte de arma de fogo para pessoas que justificarem a necessidade para sua segurança pessoal ou de seu patrimônio. (NR)”

Mais em: Câmara Notícias, espaço onde você pode votar a favor ou não do Projeto de Lei.

PL-8018/2010, Altera dispositivos da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – SINARM.

“O tiro desportivo trouxe a primeira medalha olímpica de ouro para o Brasil nos Jogos Olímpicos de Antuérpia, por intermédio do então tenente do Exército Brasileiro Guilherme Paraense. Atualmente, esse esporte tem sofrido muitos preconceitos principalmente por parte daqueles que desconhecem tal esporte, que é um dos mais seguros.”

PL-5982/2009, Altera a redação do § 1º do art. 6º da Lei nº 10.826, de 22 de dezembro de 2003, que dispõe sobre registro, posse e comercialização de armas de fogo e munição, sobre o Sistema Nacional de Armas – Sinarm, define crimes e dá outras providências. Explicação: Autoriza o porte de arma para os agentes e guardas prisionais integrantes de escoltas de presos e as guardas portuárias.

  • CONTRA CRIMES

PL 7421/2014, Altera a redação do art. 65 e seu § 1º, da Lei nº 9.605, de 12 de fevereiro de 1998, para agravar as penas do crime de pichação

Mais em: Câmara Notícias, espaço onde você pode votar a favor ou não do Projeto de Lei.

PL 8176/2014, Acresce inciso ao § 2º do art. 121, do Decreto-Lei 2.848, de 7 de dezembro de 1940, que institui o Código Penal, e altera o inciso I do art. 1º da Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, tornando hediondos os crimes cometidos contra as vidas de servidores da segurança pública e seus familiares.

PL 5490/2013, Com a edição do atual Estatuto da Criança e do Adolescente é visível o aumento da participação de menores em crimes das diversas modalidades e não raro os contra o patrimônio e a vida. Assim, é quase regra o menor assumir a responsabilidade pelos atos mais graves na consumação do crime, pois são penalmente inimputáveis e apenas sujeitos a medidas mais brandas previstas na legislação específica. Desta forma, se a lei prever que, em caso de concurso de pessoas para cometimento de crimes houver a participação de menores, não haverá benefício para os maiores que os mesmos assumam os atos mais graves, certamente estaremos criando um mecanismo de proteção aos jovens pelo fato de passar a não interessar a sua captação por criminosos.

 PL-5242/2013, Dá nova redação ao inciso I do art. 1º da Lei nº 8.072, de 25 de julho de 1990, para incluir os crimes passionais como hediondos e dá outras providências.

PL-4450/2012, Acrescenta parágrafo ao art. 72, da Lei nº 11.343, de 26 de agosto de 2006, para viabilizar o uso de drogas apreendidas para fins específicos de adestramento de cães, na forma que menciona.

PL-8006/2010, Justificativa: O aumento da criminalidade violenta e as ações de quadrilhas organizadas nos centros urbanos brasileiros merecem especial atenção do legislador, aumentando-se o rigor penai em relação a crimes patrimoniais violemos c diminuindo as facilidades hoje concedidas na execução penal a integrantes de organizações criminosas e condenados dotados de periculosidade.

Mais em Câmara Noticias, , espaço onde você pode votar a favor ou não do Projeto de Lei.

PL-106/2007, Inclui como crime hediondo o roubo de veículos automotores.

PL-2799/2000, Explicação: Inclui como crime o descumprimento de instrução recebida de tripulante que possa ameaçar a segurança da embarcação ou aeronave ou causar dano à saúde e à integridade das pessoas a bordo.

  • CONTRA VIOLENCIA SEUXAL (ESTUPRO)

PL 5398/2013, Aumenta a pena para os crimes de estupro e estupro de vulnerável, exige que o condenado por esses crimes conclua tratamento químico voluntário para inibição do desejo sexual como requisito para obtenção de livramento condicional e progressão de regime.

  • ISENÇÃO/ALTERAÇÃO DE ALÍQUOTAS DE IMPOSTOS

PL 7473/2014, Altera a redação do inciso XIV, do artigo 6º, da Lei nº 7.713, de 22 de novembro de 1998, que altera a legislação do imposto de renda e dá outras providências, para incluir os portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica – DPOC – enfisema pulmonar, no rol de isentos de tributação.

O PL 7473 foi aperfeiçoado e uma nova proposta foi realizada na PL 7641.

PL 7641/2014, Acresce o inciso XIV-A, ao artigo 6º, da Lei nº 7.713 de 22 de dezembro de 1988, para conceder isenção de imposto de renda para quem tiver dependente legal portador de doença relacionada.

“Art. 6º

XIV – os proventos de aposentadoria ou reforma motivada por acidente em serviço e os percebidos pelos portadores de moléstia profissional, tuberculose ativa, doença pulmonar obstrutiva crônica, alienação mental, esclerose múltipla, neoplasia maligna, cegueira, hanseníase, paralisia irreversível e incapacitante, cardiopatia grave, doença de Parkinson, espondiloartrose anquilosante, nefropatia grave, hepatopatia grave, estados avançados da doença de Paget (osteíte deformante), contaminação por radiação, síndrome da imunodeficiência adquirida, com base em conclusão da medicina especializada, mesmo que a doença tenha sido contraída depois da aposentadoria ou reforma;”

  • MEIO AMBIENTE

PL 7422/2014, incluir, de forma expressa, as Polícias Militares dos Estados e do Distrito Federal no Sistema Nacional do Meio Ambiente – SISNAMA, bem como disciplinar o exercício das atividades de policiamento ambiental.

  • INFRAÇÃO NO TRANSITO

PL-367/2011, Suspende o direito de dirigir do infrator que atingir quarenta pontos na Carteira Nacional de Habilitação, durante o período de doze meses.

PL-7149/2006, Dá nova redação ao inciso IV e acresce o inciso IX ao art. 244 da Lei nº 9.503, de 23 de setembro de 1997, que instituiu o Código de Trânsito Brasileiro. Explicação: Caracteriza como infração gravíssima a direção de motocicleta com farol apagado durante a noite e como infração média durante o dia.

  • PLANEJAMENTO FAMILIAR

PEC-584/2002, Dá nova redação ao parágrafo 7º, do art. 226 da Constituição Federal. Explicação: Estabelece a responsabilidade do Estado para prover recursos educacionais, materiais e científicos necessários ao planejamento familiar, inclusive com a realização de vasectomia e laqueadura de trompas para maiores de 21 anos.

  • INCLUSÃO SOCIAL E COTAS

PLP 354/2006, Dá nova redação ao art. 1º e seu parágrafo único, da Lei Complementar nº 78, de 30 de dezembro de 1993, que disciplina a fixação do número de Deputados, nos termos do art. 45, § 1º, da Constituição Federal. Explicação da Ementa
Garante 50% ( cinqüenta por cento) das vagas para Deputados Federais às populações negras e pardas.


E ainda sim a Esquerda prefere negar tudo e corromper o bom senso da população criando factoides e mentiras sobre o excelente trabalho que o Dep. Jair Bolsonaro tem feito pelo Brasil. 

Anúncios

Partido Comunista da Ucrânia está oficialmente banido.

Tags

, , ,

    Kiev, Urânia, 24 de Julho de 2014, Alexander Turchynov acaba com a foice e o martelo na Ucrânia, o Partido Comunista Ucraniano foi dissolvido no parlamento ucraniano (RADA).

    “Eu declaro que dissolução da bancada de deputados do Partido Comunista Ucraniano neste 7º conselhe do Verkhovna Rada (Parlamento Ucraniano).

Esta bancada encolheu para 23 membros, o qual está abaixo da quantidade mínima para permanência” – Turchynov, pela RUPTLY TV.

    Nem é preciso dizer que a decisão causou comoção mundial entre a Esquerda, diversas entidades publicaram notas, artigos e matérias acusando novamente os Ucranianos ligados a Petro Poroshenko de fascistas e neonazistas.

        A Workers Words (organização marxista) em 25 de Julho pública o artigo – No ban on the Communist Party of Ukraine!Com o seguinte trecho:

“Desde o golpe, os escritórios do Partido Comunista ter sido ocupados e incendiados por grupos neonazistas como Right Sector (grupo paramilitar) e Svoboda (partido político), ativistas do partido comunista foram sequestrados e espancados, e os deputados atacados fisicamente. […]”

    Partidos Comunistas pelo mundo manifestaram solidariedade ao partido ucraniano. Os Partido Comunista Grego, Reino Unido, Chipre (quem diria), Português são exemplos do que emitiram notas oficiais acusando o Governo da Ucrânia de neonazismo e fascismo.

    No Brasil foi a vez da Rádio Voz da Rússia, publicando 2 notas no dia 24 de Julho, a primeira ás 13:00h apenas contando o que havia ocorrido, nada de mais, confira aqui, a segunda por volta das 20:00h em tom provocador – Comunistas são nova vítima da “caça às bruxas” na Ucrânia, o mais irônico é que a argumentação se resume a:

No contexto deste espetáculo absurdo encenado pelas autoridades ucranianas, a proibição do Partido Comunista não surpreende ninguém. A própria paródia de julgamento dos comunistas parece ser a sequência lógica da tragicomédia política interna ucraniana. As autoridades de Kiev não se envergonham de usar os métodos do macartismo estadunidense, que foi a campanha de perseguição aos comunistas nos anos de 1940-50. Os jornalistas já falam de “turchinismo”, apesar de o presidente da Rada Alexander Turchinov ter ultimamente recuado para papéis secundários.”

    Vale lembrar que o Portal Vermelho (ligado ao PC do B) e o Portal Diário da Liberdade (organização anticapitalista), publicou o mesmo artigo em seu site, creditando a fonte como Voz da Rússia. Novidade? Claro que não, nada que um Ctrl C + Ctrl V não resolva.

    Curiosamente, o Partido Comunista Brasileiro não emitiu nota oficial sobre o ocorrido, sabe-se lá o porquê.

    Em época em que a guerra entre Israel e Hamas tomou os holofotes da mídia, é sempre bom ficar de olho nas articulações da Esquerda.

Mais uma propaganda manipulativa da Esquerda oriunda do PC do B.

Tags

, , , , ,

Existe uma brincadeira entre estudantes de economia que diz o seguinte: Só é da esquerda quem nunca estudou economia na vida. Sinceramente, a cada dia que se passa, mais verdadeira esse trocadilho se torna.

O verdadeiro plano da direita“, por Sílvio C. Bava em 21 de Julho de 2014, publicado pela Fundação Maurício Grabois, ligada ao PC do B.

Não é preciso ser um gênio para desmantelar toda a argumentação do sociólogo, que nada mais é do que um articulador da Esquerda, metido a entendedor de economia, vamos por partes. Porém, veja como a desonestidade é usada para manipular os leitores do site.

  1. É um exercício de juntar as partes e buscar compreender esse discurso, que agora se torna raivoso, de uma direita que está presente no espaço público e nos estádios de futebol e já disputa as eleições, com as armas que tem.

    Por favor, me digam que Direita é essa que estou louco para conhecer! Uma breve explicação, para todo pensador de Esquerda, tudo/todos que não tiverem uma ideologia igual à da esquerda será Direita, para eles não existe a posição Liberal, a confusão é tamanha na cabeça dessas pessoas que a própria esquerda acusa ela mesma de ser de direita ou neoliberal, para quem tiver curiosidade leia o artigo de Mauro Luis Iasi (PCB), O PT e a Revolução Burguesa no Brasil.

  2. Vale tudo para tirar o PT do governo. Seu maior poder é o controle da mídia. É por meio dela que a direita disputa a opinião pública e impõe sua visão de mundo. A internet muda um pouco esse estado de coisas, permitindo a expressão da pluralidade e o questionamento da realidade. Mas ela não tem o poder da TV. Mais de 95% dos domicílios brasileiros têm televisão. E seus moradores, todos os dias, passam horas assistindo a uma variedade de programas, aliás, não tão variados assim.”

    Se fosse outra pessoa, eu diria: Pura ingenuidade. Mas vale lembrar as propagandas que a Dilma fazia sobre a redução da conta de luz? Ficou só na promessa. E aquela propaganda recente, um marketing genial (tenho que reconhecer) sobre o Fantasma do Passado que foi suspensa pelo TSE por ser difamatória, sem mencionar a matéria especial que o Estadão fez sobre os 16 bilhões de Reais que Dilma gastou em propagandas na TV, confira. É tanta contradição que o Sílvio cria que chega ser covardia desmascarar cada parágrafo mentira que ele escreve.

    Enquanto as propagandas de caráter político que o PT utiliza para dizer que reduziu a miséria,


  1. .“Nas últimas eleições para o Congresso Nacional, 230 parlamentares eleitos foram financiados majoritariamente por menos de 5% das empresas que se engajaram em algum financiamento eleitoral.”


    Isso sim é uma denúncia grave, isso sim merece atenção total por parte dos brasileiros, SE, tivesse alguma comprovação da informação. Não estou aqui para defender políticos, partidos ou empresas, mas se um tópico desses é abordado com seriedade, qual é o problema em citar nomes?

  2. Segundo os ideólogos da direita, a economia vai mal e o país está sendo levado para uma fase ruim. O PIB é baixo. A inflação é alta. As exportações fraquejam. A balança comercial vai para o vermelho. O investimento caiu. Os ativos na Bolsa de Valores e as taxas de juros caíram. Os aumentos reais de salários e o maior investimento nas políticas sociais pressionam os custos. O superávit primário está ameaçado e o país caminha para um cenário de baixo crescimento que precisa ser evitado. Esse é o discurso formulado pelo capital, especialmente pelo setor rentista”.

Arbitrariamente após sua colocação final, “discurso formulado pelo capital” nenhuma, absolutamente NENHUMA informação fora comprovada ou desmentida, em termos de filosofia, tudo se resume em “Argumentum ad lapidem”, em outras palavras – é uma afirmação absurda.

  • “A proposta, na realidade, em primeiro lugar, é aumentar os juros da dívida pública e o superávit primário. Isso para atender ao setor rentista. Depois, reduzir salários e os benefícios previdenciários, e flexibilizar os contratos de trabalho, destituindo direitos. O aumento do desemprego para pressionar os salários é desejável. Haverá também privatizações, aumento nas tarifas públicas e cortes no orçamento das políticas sociais, abrindo espaço para as empresas privadas ampliarem sua presença no setor.”

    Ficam as perguntas: Qual proposta? E o principal, de quem é a proposta? Se é para denunciar uma proposta de redução de salários (algo que realmente é impossível acontecer no Brasil, visto que é ILEGAL) e corte de benefícios (esse sim é legal) vamos dar nome aos elementos, a população merece saber, a menos que não haja nomes a serem citados, simplesmente por se tratar de uma denúncia falsa, totalmente tendenciosa com o intuito de manipular o leitor sem expor nenhum argumento conciso.

    Em um segundo momento chega ser irônico, aumentar o desemprego para pressionar os salários, sendo que sua premissa é aumentar o superávit primário, como se aumenta o superávit primário criando desemprego? Uma vez que, geração ou aumento de renda per capita significa mais captação de impostos, mais receita para o governo, melhor resultado na apuração das contas. Não faz absolutamente NENHUM sentido o esse sociólogo de fundo de quintal diz.

    Sobre as privatizações, sim elas precisam acontecer, principalmente com os Correios, um serviço público, monopolizado e caríssimo, não vou entrar em muitos detalhes aqui, mas quem já teve envios perdidos conhece muito bem o SAC dos Correios.

    Outro ponto importante é o corte das políticas sociais e aumento das tarifas públicas, quem são esses elementos? Sem nomes, uma acusação dessas não tem validade nenhuma. E o mais engraçado é, após os cortes dos programas sociais e o aumento das tarifas públicas as empresas privadas irão de alguma forma (mágica, só se for) ampliar sua presença no setor (qual setor? Pra que informar né).

  • “Como anunciado, o novo governo eleito assinará tratados de livre-comércio para internacionalizar nossa economia, isto é, abrir o mercado brasileiro ainda mais para as grandes corporações transnacionais, destruindo a indústria nacional, o pequeno e médio empresário. Essa abertura envolve a redução de tarifas de importação e a livre circulação dos fluxos de capitais, tão a gosto do capital especulativo financeiro.

    E para tudo isso é necessário ganhar as eleições e assegurar o controle do Estado.

    Primeiro, um acordo entre países ou entre blocos comerciais, visa sim estabelecer uma política facilitadora de compra e venda de mercadorias entre as partes, é uma via de mão dupla e não um sistema de colônia/metrópoles. Parceiros comerciais como EUA e União Europeia são de extremo interesse para o Brasil, são mercados com alta propensão de consumir nossos produtos, assim é com a China, apesar de que muitos produtos importados do país não possuem uma boa qualidade, conseguimos exportar não só matéria prima como manufaturados para eles. Outro ponto é a possibilidade das aplicações financeiras em outros países, Mercado de Capitais, aplicações financeiras podem ser feitas em outros países com liquidez e rentabilidade assegurada, em uma linguagem mais popular, o dinheiro sai do Brasil e quando volta traz consigo lucro. Um pensador da Esquerda jamais entenderia esse sistema, devido a limitação de sua compreensão financeira.

  • Essas propostas estão sendo aplicadas na Grécia, na Espanha e na Itália, e não têm nada de original. Elas obedecem aos interesses e ao comando das grandes corporações transnacionais e da acumulação financeira. Qualquer veleidade de autonomia ou de projeto de desenvolvimento deve ser engavetada“.

    Político-econômica internacional não abordarei com profundidade, apenas deixarei de apontamento que países como Grécia, Espanha e Itália recebem ajuda da União Europeia, que em comum acordo entre os 28 membros, (29 quando o processo de adesão da Ucrânia concluir) é de ajudar os países membros mais necessitados.

  • Mas, como veremos nesta edição, e contrariando a análise precedente, o brasileiro vai melhor do que antes, há mais empregos, seu salário melhorou, as políticas sociais melhoraram. O motor da economia é, e sempre foi, o mercado interno. A novidade não está no andar de cima, com seu consumo de elite. A novidade está no ingresso de dezenas de milhões de brasileiros no mundo do consumo, alimentando um mercado de produtos de massa, circuitos curtos de produção e consumo, gerando emprego e bem-estar. Tudo isso implicou a redução do ganho dos rentistas.

    Então, neste caso, a economia vai mal para quem?

    Para finalizar, Sílvio junta todo um pacote de informações soltas e sem aprofundamento (esperar algo melhor, impossível) concluindo que o Brasil melhorou, mais emprego, mais consumo, melhor condição de vida e menos ganho dos grandes empresários.

    De certa forma, o brasileiro vive UM POUCO melhor do que antes, de longe seria algo como “bem-estar”, de fato desde a implantação do Plano Real (Julho 1994) a economia brasileira deu um salto, um dólar custava um real, a inflação passou de 47,43% em Junho de 1994 para 6,84% em Julho do mesmo ano, tivemos inflação mensal de mais de 80% no mês de Março de 1990. Foi o Plano Real que controlou nossa inflação.

    Sobre a questão do desemprego, o Instituto Mises Brasil a algum tempo publicou um artigo em 2012 bastante didático e completo sobre a real situação da taxa de desemprego no Brasil, confiram aqui em Abril de 2014 eles atualizaram as informações, link, as informação não são nada tranqüilizadoras, sem falar na discrepância entre os dados do IBGE (oficialmente utilizado) e o DIEESE (órgão de pesquisa sindical) e da SEADE (SP), desde quando o PT assumiu o governo, a PME – Pesquisa Mensal de Emprego teve suas métricas alteradas, distorcendo dados e resultados.

    O “ingresso de dezenas de milhares de brasileiros no mundo do consumo” é tão superficial quanto uma gota de óleo em um copo d’água, todo brasileiro é consumidor seja ele pobre ou rico, essa conclusão só me remete a pensar que o sociólogo pseudo-economista se refere aos brasileiros que saíram da linha da miséria, fixada atualmente em R$ 70,00 por mês, para o IPEA o número é de 10,08 milhões (5,29%) de brasileiros abaixo da linha de miséria em 2012 (último dado divulgado e documentado), em uma série histórica, a extrema pobreza vem diminuindo gradativamente, 2011 o índice era de 6,31%. Acontece o seguinte, quando uma pessoa sai da linha de miséria, essa tende ser respectivamente pobre, o que parecia boa, na verdade não é, em 2012 a taxa de pobreza do Brasil fechou em 15,93% (30,35 milhões), não é uma regra geral dizer que sair da linha de miséria para a linha de pobreza possa ser considerado um índice negativo, mas convenhamos, bom ele não é. Outro índice a ser analisado é a Renda Bruta per capita (GNI), em 2013 fixado em 11,690, consequentemente esse índice também vem crescendo, em série histórica para o Brasil é um bom crescimento, mas quando comparado a países vizinhos é desesperador saber que esses países menores e com menos capacidade produtiva e PIB menor e mais moeda fraca que a nossa conseguem índices melhores de distribuição de renda, Chile com 15,230, Uruguai com 15,180 e Venezuela com 12,550. O PIB Brasileiro em 2013 foi de 2,3 trilhões de dólares, A soma do PIB do Chile (268,29 Mi) com do Uruguai (57,41 Mi) e Venezuela (381,59 Mi), é de 707,29 milhões de dólares, não chega a metade do PIB brasileiro, e mesmo assim os 3 países demonstram uma distribuição de renda melhor que a brasileira. Sinceramente não podemos bater palmas para o Brasil, dizer que melhoramos economicamente e socialmente é dizer que adoramos nos contentar com migalhas.

    E por último não menos importante, o mercado brasileiro nunca foi dependente interno de seus produtos, caso contrário seriamos autônomos em matéria-prima e manufatura, portanto não precisaríamos importar produtos, é difícil de entender isso? Para o sociólogo Sílvio C. Bava parece impossível.

Referencias:

  • IBGE – IPCA Tabela 1737
  • IPEA – Social: Tema Renda

Um pouco sobre o “pacífico” Hamas.

Tags

, , , ,

Dando sequência ao post Partidos e Políticos brasileiros que defendem o terrorismo do Hamas.

Hamas, حماس (em árabe) – Movimento de Resistência Islâmica, fundado em 1987, é um partido político extremista sunita e com política nacionalista, filiado a Irmandade Muçulmana, desde 2006 governa a Palestina. Vale ressaltar que o Hamas não possui ligação com Organização para a Libertação da Palestina (OLP) de tão extremistas que são. O partido é oposto ao Fatah – (Movimento de Libertação Nacional da Palestina), antigo partido de Yasser Arafat, desde a vitória do Hamas no parlamento, conflitos entre seguidores de ambos os partidos se tornaram normais. Novidade? O Hamas se tornou famoso por executar membros do Fatah, simplesmente o fazem a luz do dia, execuções em massa ou em campos militares.

Neste vídeo, terroristas do Hamas jogam integrantes do Fatah de um prédio.

(Youtube: أبـوالليل)

As táticas terroristas do Hamas incluem usar civis como escudo humano, vejam o próximo vídeo.

(Youtube: dorettos23 )

A covardia chega ser medonha, crianças são treinadas como soldados e manipuladas ideologicamente para se exporem como integrantes do Hamas ou diferentes movimentos extremistas.

(Youtube: hafakad)

Vídeo que mostra trechos do treinamento de crianças para combate.

(Youtube: PalestinianWatch)

O vídeo seguinte mostra uma criança em um discurso contra Israel, o menino afirma que puxará o gatilho sem ressentimentos, pois gostaria de ser um cavaleiro de Alá, o vídeo dispõem de legendas em inglês.

(Youtube: MediaWatch8)

Mulher bomba, Reem Riyashi em seu discurso diz que transformara os sionistas (israelenses) em pedaços.

(Youtube: HateMaking)

(Ekmekci 2011) Desde 1993 o Hamas vem atacando Israel com homens bomba e a partir de 2002 utilizam os misseis Qassam (misseis de fabricação caseira, no site The Jewish Policy Center, é possível ver mais detalhes sobre os misseis, aqui – texto em inglês), esse tipo de armamento não possui um alvo definido ou rota prevista, portanto pode cair em qualquer localidade, incluindo território palestino.


(Militantes do Hamas com um míssil Qassam)

O Hamas recebe apoio financeiro do Iran desde a década de 1990, (Ekmekci 2011) ainda afirma através de uma pesquisa através da Global Security que o Hamas dispõe de 50 milhões de dólares em recursos financeiros anualmente.

O Hamas é produto da burguesia islâmica (Buzzeto 2012), Buzzeto também é de Esquerda, para o terror da esquerda, os fundadores do Hamas são, Sheik
Ahmed Yassin – Fundador, morto 22 de Março de 2004 por um ataque aéreo israelita e o Médico Adbel Aziz Rantisi – Fundador, assumiu a liderança do Hamas após a morte de Yassin e foi morto em 17 de Abril de 2004. E ainda sim, mesmo sendo contraditório, políticos e partidos de Esquerda do Brasil apoiam esse grupo terrorista.

Cabe ao cidadão brasileiro honesto, denunciar publicamente a ligação de políticos e partidos que defendem o Hamas e o terror islâmico.

Fonte:

  • Hamas: Politics, Charity and Terrorism and the Service of Jihad, Matthew Levitt (Washington Institute for Near East Studies, 2006) pp.107-142
  • Buzetto M. Os marxistas e a Questão Palestina: os desafios da esquerda. (Portuguese). Lutas Sociais [serial online]. June 2012;(28):130-146.
  • Hamas: Politics, Charity and Terrorism and the Service of Jihad, Matthew Levitt (Washington Institute for Near East Studies, 2006) pp.107-142.
  • EKMEKCI F. Terrorism as war by other means: national security and state support for terrorism. Revista Brasileira De Política Internacional. Julho 2011;54(1):125-141, Ipswich, MA.

Confira: Partidos e Políticos brasileiros que defendem o terrorismo do Hamas.

Partidos e políticos brasileiros que defendem o terrorismo do Hamas.

Tags

, , , , , , , , , , ,

É de conhecimento quase unanime, sim quase e não total, que o Hamas é uma organização terrorista. Todavia ainda existem pessoas que acreditam que o Movimento de Resistencia Islâmica – Hamas, é um movimento para a libertação e igualdade social do povo palestino.

No Brasil a Esquerda novamente tem propagandeado através de notícias e notas acusando o Estado de Israel de imperialista, assim diz o PCB em 13 de Julho e PSTU em 15 de Julho, o Portal Vermelho ligado ao PC do B publicou em 2 de Julho o manifesto do PC do B acusando Israel de genocida e opressor, no dia 10 de Julho Juliano Medeiros, secretário nacional de comunicação do PSOL em sua coluna acusa mais uma vez de genocida o Estado de Israel e por último uma pérola do PCO, em 14 de Julho, “O governo israelense é ligado diretamente à ala direita do imperialismo norte-americano e aliado da ultrarreacionária monarquia saudita”.

Dilma Russeff, 17 de Julho em pronunciamento diz “O Brasil defende que tenha dois Estados, um palestino e um israelense. O Brasil é contra a violência dos dois, tanto de Israel quanto da Palestina. Agora, o Brasil também reconhece como sendo desproporcional esse ataque israelense na faixa de Gaza, com a morte de mulheres e crianças”.

A Dep. Federal Jandira Feghali – PC do B (RJ), uma das principais articuladoras das mentiras sobre Israel, prontificou-se na Câmara dos Deputados sendo a favor dos terroristas do Hamas, depois de ser questionada pelo Dep. Jair Bolsonaro – PR (RJ) com o dizer “abaixo terrorismo”, Jandira não satisfeita acusou Bolsonaro de ser representante de torturadores.

(Youtube – Canal da Direita)

A candidata à presidência Luciana Genro – PSOL em seu site teve a cara de pau em dizer que as ações de Israel são comparadas ao Apartheid ocorrido na África do Sul, confira a publicação.

Não obstante, o Dep. Federal Chico Alencar – PSOL (RJ), também manifesta sua opinião na Câmara dos Deputados, se utiliza do parecer de Richard Falk – Relator da ONU, afirmando que Israel promove o Apartheid, colonialismo e limpeza ética e por fim termina comicamente dizendo que o Drone adquiro pelo Brasil e utilizado na Copa do Mundo, financia a matança promovida por Israel, vejam no link .

Em sequência, o Dep. Federal Ivan Valente – PSOL (SP) em 18 de Julho, pede a punição de Israel por conta das ações criminosas cometidas por ele. Link.

Os demais Deputados Federais, Vicentinho PT (SP), Alice Portugal PC do B – BA, Assis Melo PC do B – RS, Daniel Almeida PC do B – BA, Luciana Santos PC do B – PE, Manuela D´Ávila PC do B – RS e o líder do PROS, Givaldo Carimbão PSB – (AL)
compareceram na visita do Embaixador Ibrahim Alzeben da Palestina manifestando apoio a causa palestina e contra Israel.


Ao Embaixador foi entregue uma carta de apoio a Palestina e acusações ao Estado de Israel. O conteúdo da carta acusa novamente Israel de promover o Apartheid e segregação, limpeza étinica, crimes de guerra e até genocidio.

Assinanam a carta 37 partes, entre politicos, partidos e demais entidades, instituições e grupos políticos.

Lista:

Políticos

  • Dep. F. Chico Alencar – PSOL (RJ)
  • Dep. F Ivan Valente – PSOL (RJ)
  • Senador Randolfe Rodrigues – PSOL (AP)

Partidos Políticos

  • PC do B – Diretório Nacional
  • PSB – DF
  • PSOL – Diretório Nacional
  • PT – DF

Demais entidades, instituições e grupos políticos

Abaixo a carta enviada a Embaixada da Palestina no Brasil.

Fonte: Em Visita ao Congresso, emabixador expõem crimes de Israel, 17 de Julho – Portal Vermelho


Ucrânia pretende banir o Partido Comunista de seu país.

Tags

, , , , , ,

Petro Poroshenko, presidente da Ucrânia, é a favor do banimento do Partido Comunista Ucraniano (Komunistychna Partiya Ukrayiny – KPU). “Acredito que fizemos uma ação correta em relação a proibição do Partido Comunista” disse Poroshenko. O pedido foi realizado pelo ministro da Justiça Pavlo Petrenko.

A decisão será discutida no dia 24 de Julho de 2014 no Tribunal Administrativo do Distrito de Kiev, contudo ainda será discutido se o KPU tem ligações com as milícias separatistas que promovem o terrorismo no leste ucraniano.

A Esquerda tem articulado por diversos canais de comunicação que o governo de Poroshenko é fascista e perseguidor. A World Socialist Web Site – WSWS, uma organização pró trotskismo, tem se esforçado em publicar diversas notícias acusando o governo de Poroshenko de ser fascista, no dia 11 de Junho publicou uma nota de apoio ao KPU com novas acusações contra Poroshenko, confira aqui (em inglês), o Partido Comunista Brasileiro – PCB não deixou barato e também publicou sua nota oficial sobre o tema, pelo mundo diversos partidos pró comunistas tem demostrado apoio ao KPU e contra o governo de Poroshenko.

Só relembrando a Ucrânia foi palco do Holodomor durante os anos de 1932 – 1933, de 5 a 10 milhões de pessoas morreram e o maior desastre nuclear do mundo em Chernobyl, 1986.

Fonte:

Os símbolos comunistas foram proibidos, Polônia um passo à frente.

Tags

, , , , ,

Polônia, 8 de Junho de 2010, torna-se ilegal símbolos comunistas, diz o Art. 13, da Constituição da Republica da Polônia, “Partidos políticos e outras organizações cujos programas são baseados em ideologias totalitárias e os modos de atividade do nazismo, o fascismo e o comunismo, bem como aqueles cujos programas ou atividades de sancionar o ódio racial ou nacional, a aplicação de violência com a finalidade de obtenção de poder, ou para influenciar a política do Estado, ou para assegurar o sigilo de sua própria estrutura ou de adesão, deve ser proibida.

Pois bem, por quais motivos? (Primeiro uma piada) diz o PC do B do Brasil em nota oficial que é uma tentativa de censura por parte da elite conservadora, espera menos do que isso de um partido desses é brincadeira.

A história da Polônia comunista é triste, começa pela Segunda Guerra Mundial, os Nazistas invadem o território polonês ao oeste no dia 1 de Setembro 1939, Operação Fall Weiss e no dia 17 do mesmo mês a União Soviética invade o leste.

O Massacre de Katyn, 5 de Março, 1940 de acordo com o historiador Gerhard L. Weinberg, Stalin ordena a execução de aproximadamente 15 mil oficiais além dos oficiais de reserva mandados para os Gulags. Maria Szonert-Binienda (WAS KATYN A GENOCIDE? 2012) conta que a União Soviética descaradamente propagandeou que o Massacre de Katyn fora contra os oficias que oprimiam os trabalhadores pobres da Polônia.

Um argumento comum de que o crime de Katyn foi cometido por motivo político, em vez de nacional, e, portanto, que não pode ser classificado como genocídio. Em outras palavras, os prisioneiros de guerra oficial polonês foram assassinados não porque eles eram patriotas poloneses que defendiam seu país contra a agressão soviética e o direito de uma nova Polônia vir existir, mas sim porque eram opressores anticomunistas de trabalhadores pobres e, portanto, inimigos políticos do regime comunista” – WAS KATYN A GENOCIDE?

Mas não para por ai, durante o desenrolar da Segunda Guerra, muitos refugiados foram para Kresy, no leste, onde o Stalin ordenou deportações em massa para os Gulags, os números giram em torno de 320 mil condenados aos campos de concentração soviéticos, as informações podem ser conferidas no Institute of National Remembrance Poland from 1939 to 1945. The Personal Losses and Victims of Repression under Two Occupations, por Wojciech Materski e Tomasz Szarota, 2009.

O período pós Segunda Guerra, todas as instituições do Estado polonês foram fechadas e reabertas em seguida por supervisores soviéticos, todos os partidos políticos foram dissolvidos, apenas o partido soviético era legalizado, em outras palavras o país que havia sido devastado pela guerra perdeu completamente a soberania de seu território.

O regime comunista retirou a moeda polonesa de circulação, milhares de pessoas perderam suas economias, e pior, os soviéticos são corrigiram as economias pessoais e tão pouco as converteram sobre a nova moeda corrente.

Para evitar críticas sobre as ações tomadas no país, a mídia era controlada e subordinada a dirigentes em Moscou. Geoffrey Roberts aponta em seu livro Stalin’s wars: from World War to Cold War, 1939-1953 os assassinatos e deportações, o número impressiona, 100 mil prisioneiros, a NKVD (Narodniy komissariat vnutrennikh diel – Comissariado do povo para assuntos internos) foi responsável pela perseguição de quem não seguisse as ordens de Moscou, até poloneses comunistas eram perseguidos por esse órgão soviético.

A crise na agricultura, meados de 1960, por conta da coletivização, ou se preferir, a reforma agrária, não supria efetivamente a demanda, para resolver esse problema o Estado fixou os preços dos alimentos em meados de 1970 e começou a importar alimentos, o resultado, a indústria agrícola polonesa quase faliu por estar completamente estagnada. Dezembro de 1970, o governo anuncia o aumento dos preços de alimentos básicos, o que novamente gerou uma grande onda de insatisfação. O desfeche ocorre na cidade de Gdynia, nova repressão do governo sobre os manifestantes, todos trabalhadores e pobres, 27 mil soldados comunistas foram convocados contra as manifestações, houve 42 mortes e mais de 1000 ficaram feridos, todos trabalhadores. Dezenas de greves se seguiram pelos anos seguintes exigindo melhores condições de vida para os trabalhadores, líderes de sindicatos eram caçados e presos pelas autoridades comunistas.

Por fim, uma esperança, o movimento político Solidarność (1980)solidariedade, surge com o apoio do Papa João Paulo II e a Igreja Católica, afim de lutar pelos direitos humanos e direito da população marginalizada pelo regime totalitário soviético. O Solidarność tornou-se o movimento político mais poderoso da época e contribuiu para a constituição da República da Polônia após a queda da cortina de ferro.

E ainda tem gente que diz que a Polônia não deve equiparar os símbolos do comunismo com os do nazismo e proibir qualquer manifestação dessa ideologia no país. Somente quem compactua com as mentiras e desonestidades da esquerda consegue, com a maior cara de pau, dizer que o Governo polonês está errado ao criar uma lei dessas.

Fontes:

  • Szonert-Binienda, Maria. “Was Katyn a genocide.” Case W. Res. J. Int’l L.44 (2011): 633, pg. 690 – 697.
  • Institute of National Remembrance Poland from 1939 to 1945. The Personal Losses and Victims of Repression under Two Occupations, Materski , Wojciech e Szarota, Tomasz, 2009
  • Roberts, Geoffrey. Stalin’s Wars: From World War to Cold War, 1939-1953. Yale University Press, 2006, pg. 319
  • Rowiński, Jan, and Tytus Jaskułowski, eds. The Polish October 1956 in world politics. Pism, 2007, pg. 155.
  • Villaume, Poul, and Odd Arne Westad, eds. Perforating the Iron Curtain: European Détente, Transatlantic Relations, and the Cold War, 1965-1985. Museum Tusculanum Press, 2010, pg 42.
  • Cirtautas, Arista M. The Polish Solidarity movement: revolution, democracy and natural rights. Routledge, 2002, pg 164 e 200.

Brasil x Alemanha, e o que a Unicef tem a nos dizer.

Tags

, , , , , , , , , ,

Brasil x Alemanha, só que dessa vez, o estádio é a UNICEF e o placar são os dados que cada país apresenta.

Nem é preciso entrar em muitos detalhes para dizer que a Alemanha ultrapassa e muito o Brasil em saúde, educação e economia, mas é sempre bom ter uma idéia da distância que nós brasileiros estamos dessa grande potencia.

Primeiramente, é preciso lembrar que a Alemanha é governada pelo CDU – Christlich Demokratische Union Deutschlands, em português, UDC – União Democrata-Cristã, um partido de direita conservadora, que adota a Democracia-Cristã fundado em 1945 com o intuito de construir uma Alemanha com influencia cristã, governou a Alemanha Ocidental durante os períodos da Guerra Fria um partido que se constitui de conservadores, liberais, católicos e protestantes. O partido conseguiu 5 chanceleres de 1949 até 2014.

071514_0116_1.gif 071514_0116_2.png 071514_0116_3.png

Saúde

Rank Mortalidade infantil menores que 5 anos

120º

170º

Taxa Mortalidade infantil, menores que 1 ano (1990)

52

7

Taxa Mortalidade infantil, menores que 1 ano (2012)

13

3

Taxa Mortalidade Neonatal  2012

9

2

Expectativa de vida (2012)

73.7

80.6

Educação

 

 

Taxa de alfabetização (%) 2008-2012

90,4

100

Taxa Alfabetização de jovens (15-24 anos) (%) 2008-2014, masculino

96,7

100

Taxa Alfabetização de jovens (15-24 anos) (%) 2008-2014, feminino

98,3

100

Número por 100 habitantes 2012, celulares

125,2

131,3

Número por 100 habitantes 2012, acesso a internet

49,8

84

Economia

 

 

Renda bruta interna per capita 2012, em Dólar

11630

44010

Renda bruta interna per capita 2012, PPP em Dólar

11720

41370

PIB per capita taxa média de crescimento anual (%), 1970-1990

2.3

2.3

PIB per capita taxa média de crescimento anual (%), 1990-2012

1.7

1.3

Taxa média anual de inflação (%) 1990-2012

45.4

1.1

População abaixo da linha da pobreza internacional U$1.25 por dia (%) 2007-2011

6.1

0

Economia – Investimento do Governo

 

 

Gasto público % do PIB 2007-2011, saúde

3.8

9

Gasto público % do PIB 2008-2010, educação

5.6

5.1

Gasto público % do PIB 2008-2010, militar

1.6

1.4

No quesito saúde é possível ver a discrepância entre os países, mesmo o Brasil conseguindo reduzir a mortalidade infantil de menores de 1 ano de 1990 até 2012, é visível o atraso brasileiro. Em 2012 conseguimos reduzir a mortalidade em 75% em comparação a 1990, realmente notável a nossa evolução, agora observe os dados apresentados pela Alemanha em 1990, vê a diferença? Até 2012 o Brasil não conseguiu alcançar o índice alemão de 1990. Não é pra menos que estamos a 50º posições de distância dos alemães.

Em educação, é sem comentários, se alguém realmente acha que ter índices acima de 90% em alfabetização é algo bom, comece a repensar seus pontos de vista. Na Era da Informação, alfabetização é fundamental a tudo e Alemanha demonstra isso perfeitamente.

Em relação ao uso de celulares, nós brasileiros não perdemos por muito, é capaz dessa distância ter sido minimizada nos próximos relatórios da Unicef, todavia, observe o acesso a internet, confio plenamente desse número ter subido até 2014, mas com certeza não chegaria próximo aos dados relativos a 2012 da Alemanha.

Passando para o item final, os dados econômicos arrasam o Brasil, começa pela Renda Bruta Interna, os alemães atropelam o Brasil com uma diferença um pouco maior que 278%, exato, duzentos e setenta e oito por cento. Apesar de ambos os países apresentarem médias de crescimento do PIB iguais desde as décadas 70 até 90, novamente somos atropelados pela diferença entre nossos PIBs, de acordo com o Banco Mundial, em 1970 o Brasil apresentava o PIB de U$ 42,3 bilhões, enquanto na mesma data a Alemanha possuía U$ 208,8 bilhões, nem é preciso falar mais nada, o Brasil em 2012 possuia o PIB de U$ 2,24 trilhões enquanto a Alemanha com U$ 3,42 trilhões, sendo ainda mais empolgante é saber que taxa média de inflação alemã de 1990 ate 2012 é de 1,1% enquanto o brasileiro ainda se ajustava ao Plano Real nesses anos decorridos, consequentemente essa média ainda inclui os anos da era Collor, por isso a diferença tão grande, mas seria justificável?

Por fim, temos o percentual da população abaixo da linha de miséria, para nós brasileiros até consideramos 6.1% um bom índice, é menor que 10% né ainda temos o Bolsa Família desde 2004. Já os campeões da Copa 2014, conseguem obter 0% de pessoas na linha pobreza, mostrando toda a sua eficiência em combater a miséria e o mais cômico, sem um programa de Bolsa Família na Alemanha, milagre? Quem sabe.

Por último, temos os gastos de cada governo e em seus respectivos setores, observe que nos investimentos na área da educação o Brasil obtêm um gasto pouco maior que a Alemanha, mais ainda sim, não consegue se igualar a essa potência. E é triste ser pessimista e saber que nós próximos anos ou décadas o Brasil não terá capacidade de igualar-se a Alemanha.

Fontes:

CDU Overview – http://www.cdu.de/artikel/overview

Unicef – Country Statistics – http://www.unicef.org/statistics/index_countrystats.html

Banco Mundial – PIB Brasil/Alemanha –http://data.worldbank.org/indicator/NY.GDP.MKTP.CD/countries/DE?display=default

Sobre a Data venia Brasil

Tags

, , , , ,

Data venia Brasil é uma iniciativa que tem o objetivo de trazer uma opinião sobre temas políticos e econômicos, apresentando argumentações em formas de críticas e análises comparativas  sobre os temas dissertados. A Data venia Brasil possui a visão política-econômica Conservadora e Liberal, portando sendo contra as ideologias totalitaristas e de esquerda.


 

  • Missão

Trazer uma opinião justificada sobre os temas políticos e econômicos do Brasil e Mundo.

  • Valores

Credibilidade, integridade e comprometimento das informações e opiniões apresentadas.

  • Visão

Agregar conhecimento para os leitores transformando-os em pensadores críticos nos segmentos da política e economia brasileira.